13 de Março de 2014

Virtudes poéticas

14 de março é o Dia Nacional da Poesia

A poesia nos permite ver além do que a simples razão enuncia

“Poesia é algo que a gente não descreve, a gente descobre, acha. Eu sou procurado pelas palavras!”, explica o poeta sul-mato-grossense Manoel de Barros1. “Sou excitado pela palavra e me apaixono. Aí as amigas que ela tem por aí são atraídas pelo cheiro e vêm se juntar aí desabrocham em mim... Eu decodifico-as em um poema”, completa o poeta, poetizando. A poesia ganhou seu dia: 14 de março, em homenagem ao nascimento de um grande poeta brasileiro: Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871), ou simplesmente Castro Alves, o “poeta dos escravos”, pois lutou bravamente pela sua libertação.


Sobre o tema o poeta Edson Cruz2, associado da BSGI, perguntou a mais de 100 poetas vivos e atuantes em seu projeto “o que é poesia?”. “Por incrível que pareça, não há consenso algum. Ou quase não há”, ressalta.


Mas, segundo ele, uma coisa é certa: é preciso fazer uma distinção entre o que é poesia e o que é poema. “Aí, se tivermos sorte, se os deuses forem favoráveis, uma centelha de compreensão nos iluminará”, ilustra.


O poema é uma construção artística, um sistema harmônico de palavras por meio do qual um poeta se expressa com o ritmo que lhe é próprio e, ao mesmo tempo, faz ressoar todos os seres. É pertinente então perguntar: qual é a relação existente entre poema e poesia?


Edson explica que a poesia pode estar em todas as coisas. Pessoas, paisagens, num drible do Neymar, cachorros. Todos os acontecimentos do dia a dia podem ser poéticos sem serem poemas. Distinguir uma coisa da outra é importante, pois o poema só acontece com a escrita, no texto, na criação literária enquanto Arte.


Uma frase de Reynaldo Bessa, outro poeta e também associado da BSGI dá o tom: "Poesia é o hino de uma nação desconhecida”. Lindo! Simples assim...


Já na obra do poeta laureado do mundo3, dr. Daisaku Ikeda, a poesia tem uma função específica: refletir o espírito compartilhado do bodhisattva – uma pessoa que alivia o sofrimento dos outros. "Um poeta é aquele que oferece às pessoas palavras de coragem e esperança, buscando a perspectiva – em um nível mais profundo – que torna tangíveis as realidades espirituais duradouras de nossas vidas", enfatiza o poeta Ikeda.


Ainda segundo ele, as artes e a cultura são funções que revitalizam e restauram a parcela espiritual de toda a humanidade. Em seu poema Para aquelas que preservam a diginidade da vida4, o poeta Ikeda tece seus versos leves, com o olhar de quem transcende os fatos.


Agora na alvorada de uma vida nova
milhões de mulheres brilharão gloriosas. (..)
por esses montes e rios
montes e rios radiosos como flores!(..)


Com união, e liberdade,
com firmeza e decisão,
preservarás a dignidade da vida.
A paz e a prosperidade
não estão assim tão longe,
vivem na força que cresce
nas funduras do teu peito.


Ou seja: pode parecer estranho mas no entender de Manoel de Barros:


quando as aves falam com as pedras e as rãs com as águas - é de poesia que estão falando.


Poeta é um ente que lambe as palavras e depois se alucina. (..)


Sou hoje um caçador de achadouros da infância.


Vou meio dementado e enxada às costas cavar no meu quintal vestígios dos meninos que fomos.
Onde eu não estou, as palavras me acham.


Ou como dizia Fernando Pessoa:


Poeta é um fingidor,
finge tão completamente,
que chega a sentir que é dor,
a dor que deveras sente.


E, fechando este artigo que não define absolutamente nada sobre o que é a poesia, mas deixa rastros de buscas, encontros e desencontros para refletir e se inebriar, nada melhor que a visão da vida da poeta dos becos e vielas de Goiás, Cora Coralina:


Assim eu vejo a vida 


A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.


1 https://www.youtube.com/watch?v=XCMczEBuII4


2 http://www.musarara.com.br/


Título outorgado pela Sociedade Mundial de Poesia


http://www.bsgi.org.br/noticia/para-aquelas-que-preservam-a-dignidade-da-vida-20140308/

Voltar para o topo

Outras notícias

Agosto de 2016

Julho de 2016

Junho de 2016

Maio de 2016

Abril de 2016

Março de 2016

Mais notícias

Notícias + lidas

Sede Central da BSGI
Rua Tamandaré, 1007
Liberdade - São Paulo - SP
Brasil
CEP: 01525-001
Telefone
+55 11 3274-1800

Informações
informacoes@bsgi.org.br

Relações Públicas
rp@bsgi.org.br
Informações Gerais
Contatos
Newsletter

Redes Sociais
Facebook
YouTube
Instagram
Twitter
Sites Relacionados
Soka Gakkai Internacional
Daisaku Ikeda
Josei Toda
Tsunesaburo Makiguchi
Cultura de Paz
Editora Brasil Seikyo
CEPEAM
SGI Quarterly
Escola Soka do Brasil
Extranet BSGI