14 de August de 2019

A banalidade do mal

Encontro do Núcleo de Estudos de Filosofia e Religião (Nefir) discute as ideias de Hannah Arendt

Debate filosófico é sempre o ponto alto dos encontros do Nefir

A manhã do domingo 19 de maio não poderia ser mais proveitosa. O Núcleo de Estudos de Filosofia e Religião (Nefir), que é parte da Coordenadoria Cultural da BSGI, promoveu uma roda de conversa com o prof. dr. Eduardo Pereira Batista, estudioso da obra de Hannah Arendt e um entusiasta das ideias do presidente da SGI, dr. Daisaku Ikeda. “Arendt nunca citou o budismo em nenhum de seus textos, mas encontrei grandes similaridades com a filosofia em muitas de suas ideias”, enfatizou o palestrante.


“A abordagem que escolhi, ou melhor, que aceitei juntamente ao convite a fim de tratar dessa relação, aponta para a problemática do mal”, explicou. Partindo da proposta de paz de 2015* de autoria do dr. Ikeda, intitulada Compromisso de todos com um Mundo mais Humano: acabar com a miséria da Terra; como apoio e referência, Eduardo utilizou também pontos da obra O julgamento de Eichamnn, de Hannah Arendt, buscando mantes no horizonte a ideia central do Nefir, “iluminar a filosofia com o farol da Cultura Soka”.


Hannah Johanna Arendt, nasceu em Linden, em14 de outubro de 1906 e faleceu em Nova Iorque, EUA em 4 de dezembro de 1975. Pensadora política alemã de origem judaica, é uma das personalidades mais influentes do século XX. Ser mulher e judia na primeira metade do século XX não era para amadores. Foi jornalista, professora universitária e escreveu obras fundamentais para o entendimento do pensamento político. Não se considerava filósofa e sempre buscou se distanciar do termo filosofia política, preferia chamar de teoria política.


Eduardo ressaltou que a História não é contada pelos fatos, mas a partir dos personagens por ela vividos. Arendt escreveu a obra com o propósito de alertar para a questão da banalização do mal. “É a redução do indivíduo à insignificância”, ressalta. Eichmann ao longo de seu julgamento, argumentou que estava senso vítima de uma injustiça já que ele apenas fez o que lhe foi ordenado. Essa ideia de que a “ordem” de um soldado é sua única alternativa simplifica o discurso e busca “coisificar” o indivíduo reduzindo-o a um patamar inferior.


O que o budismo de Nichiren Daishonin enfatiza é exatamente o oposto. A SGI tem como sua premissa básica a valorização do ser humano e o resgate de sua dignidade por meio de ações que reumanizem a política e a economia, gerando uma reação em cadeia do empoderamento.


“O budismo ensina que a mais grave ameaça à dignidade humana é o mal decorrente da ilusão fundamental inerente à vida (...) Trata-se de reduzir a existência de cada indivíduo à insignificância e roubar da vida o seu significado mais essencial. O sr. Toda [2º presidente da Soka Gakkai e mentor de Ikeda] considerava que o que se esconde nas profundezas das armas nucleares é a forma mais extrema do mal”, trecho da proposta de paz de 2015, citada e mais profundamente debatida na roda de conversa.


A discussão que se seguiu alertou sobre as visões de mundo distorcidas que a humanidade parece estar ressuscitando e que devem ser combatidas. A ascensão de governos autoritários e contrários ao que o dr. Ikeda propõe como a criação de uma sociedade global sustentável, é um exemplo deplorável.


A manhã se encerrou com a conclusão dada por Ikeda em seu texto de 2015: “nosso objetivo é fazer do ideal budista de benevolência, o novo elemento filosófico que, a partir de agora, estimulará o espírito solidário necessário para garantir a felicidade e a sobrevivência da humanidade”.


O Núcleo de Estudos de Filosofia e Religiões promove encontros mensais, sempre com temas bastante pertinentes e atuais, abertos a todos os interessados, com o propósito de oferecer reflexão e aprimoramento filosófico a partir dos olhares de grandes pensadores e relacioná-los ao budismo.

Voltar para o topo

Outras notícias

September de 2019

August de 2019

April de 2019

Mais notícias

Notícias + lidas

Sede Central da BSGI
Rua Tamandaré, 1007
Liberdade - São Paulo - SP
Brasil
CEP: 01525-001
Telefone
+55 11 3274-1800

Informações
informacoes@bsgi.org.br

Relações Públicas
rp@bsgi.org.br
Informações Gerais
Contatos
Newsletter

Redes Sociais
Facebook
YouTube
Instagram
Twitter
Sites Relacionados
Soka Gakkai Internacional
Daisaku Ikeda
Josei Toda
Tsunesaburo Makiguchi
Cultura de Paz
Editora Brasil Seikyo
CEPEAM
SGI Quarterly
Escola Soka do Brasil
Extranet BSGI